23h34

aaaa

Já são 23h34. A noite quente avança misteriosa. Será que vou conseguir dormir dessa vez? A inspiração vai e vem, assim como os sons ao redor. Ouço os carros passando pelo asfalto, e imagino a escuridão lá fora. Aqui dentro tudo brilha com a lâmpada iluminada, luz fraca e irritante. Meus olhos ardem; vermelhos por causa do cansaço. Ultimamente esses olhos passam mais tempo abertos do que nunca. E mesmo quando se fecham, continuam inquietos. Sonhos perturbados nascem e crescem na minha mente. Eles morrem quando acordo, e, desperta, eu percebo a vida correndo a minha volta. Há certo anseio, certo receio. Será que estou mesmo dando meu melhor? Sem respostas. Também existe uma secreta satisfação. Observo meus pensamentos, e cada coisa que tenho feito. Estou bem. Meus privilégios podem até me pintar de egoísta e insensata por sofrer por coisas banais. Há uma cama onde estou deitada, também há conforto e um teto sobre minha cabeça. Há amor e amizades, chances e possibilidades. Há esperança; e acredite: Isso é muito mais do que a maioria tem. Sou grata, e hoje, mais do que nunca, sou capaz de ver que tudo passa. Até isso passa.

[texto e fotografia por autoria do blog O Universo Infinito]

Anúncios

5 comentários sobre “23h34

  1. K wade setembro 1, 2017 / 10:41

    “Há esperança; e acredite: Isso é muito mais do que a maioria tem” preciso levar essa frase sempre comigo. Lindo texto, linda foto ❤

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s